Home


Em Destaque

Hoje, 17 de julho, fazem 10 anos da maior tragédia aérea do país, quando o avião da Tam,  perdeu o controle da pista, no aeroporto de congonhas e se chocou contra um prédio da própria companhia, matando 199 pessoas. Incrível, ninguém foi punido e a maiorias das famílias das vitimas, ainda lutam por uma indenização.   Vergonha.


A ex bbb - Fani Pacheco, vive um momento de inferno astral, tudo pela gordura, com 1,63 de altura, pesando 83 kg, quando experimentava algumas roupas, principalmente lingerie, pirou porque nada servia, tudo ficava pequeno, não tinha roupa. Fani a aparência não é tudo, eu acho que vale mais o conteúdo.


Vicheeeeee,  a atriz  Samara Felippo, posou nua para ensaio fotográfico e declarou " tô muito apaixonada por esse ensaio" !!! Queria dividir as fotos com todos vocês, mas o instagram caretão ia vetar. Brincou.. Será verdade?


O mega professor Fábio Augusto Machado, mudou a comunidade do morro doce, em são paulo, com o projeto de construção da identidade dos alunos. É isso aí professor, é sábio o ensinamento que um aluno que tem orgulho de sí, aprende muito mais, é melhor aluno. Parabéns.


Tristeza  morreu o lendário ator Martin Landau, aquele que participou das megas produções dos filmes - intriga internacional, Cleópatra e muitos outros, recebendo -  óscar, pelo seu trabalho,  vá com Deus.



Uma História de Ouro e Sangue – Manuel Filho – Daniel Araujo (Ilustr) – Do Brasil –  O cenário da obra é a Revolução Constitucionalista de 1932, na qual São Paulo, foi seu principal protagonista. Nosso personagem central, em sua primeira inclusão trabalhista,  um office-boy, sente-se incomodado com o nome do edifício onde trabalha: “Ouro para o bem de São Paulo”. Intrigado, busca informações. O leitor descobrirá dados e fatos, lastreados em fotos e documentos que darão uma boa dimensão dos fatos ocorridos. Locais importantes, até nossos dias, são mostrados – particularmente o “centro velho” -  atestando assim, não só a devida participação dos Paulistas, como também, sua capital relevância. Oportuna homenagem, brevemente comemorará 85 anos.


Duas Dúzias de Coisinhas à Toa que Deixam a Gente Feliz – Otavio Roth – Mariana Massarani (Ilustr) – Salamandra – É incrível a “sacada” de mais esse livro, editado para festejar o tão “garoto” Otavio. Com certeza, qualquer leitor de qualquer faixa etária, irá lembrar-se de coisinhas comezinhas, que o torna  muito feliz e, que apesar de grande momento, muitas vezes, não recebeu atenção merecida. Por exemplo: Começar caderno novo; queijo com goiabada; respingo de chafariz, etc. Pequenas coisas que marcam um indelével momento. Para crianças, dentro e fora de adultos.


De Coach a Awakener – Robert Dilts – Leader –  Mundialmente respeitado, o mestre Dilts,  nesta obra ressalta com bastante profundidade, a real importância da Programação Neurolinguistica num processo coaching. O leitor encontrará em suas páginas, ferramentas muito práticas, eficazes, que poderão alterar o curso de uma vida, em termos pessoais, tanto quanto profissionais. Numa empresa, equipes de diversas atividades e mesmo corporações, de qualquer magnitude, ao colocarem em prática suas medidas, absolutamente factíveis, obterão resultados surpreendentes, em curto espaço de tempo após sua introdução. Muito útil.


A Adoção de Júlia – Ana Dantas – Elvis Pereira da Silva (Ilustr) – Uirapuru  - Trata-se da abordagem de um tema polêmico, intrigante, bastante atual. Adoção de menores, por casais homo afetivos. O enredo é todo tratado de forma a mostrar ao leitor, as fases para a elaboração de um audiovisual, lastreado na história. Num orfanato, crianças preparam-se para ir jantar com uma voluntária. Nesse momento, são avisados que Júlia, será adotada por um casal feminino. O assunto é revelado com naturalidade e da mesma forma é tratado. A obra enseja além da obvia discussão, a oportunidade do leitor acompanhar/aprender, a produção de um áudio visual. Muito oportuno!

O cinema é uma das indústrias criativas mais importantes e populares do nosso tempo, além, é claro de ser um extraordinário meio de comunicação de massa.  Para os apaixonados por cinema uma agradável surpresa, a partir desta edição compartilharemos com você nossa opinião relembrando filmes antigos e falando sobre os lançamentos.

Você sabe qual foi o primeiro filme produzido no mundo?

Intitulado "Saída dos trabalhadores da fábrica Lumière" este filme foi produzido na França em 1895[2], tinha somente alguns segundos e foi filmado pelos irmãos Lumière. Depois de muito experimentar, os irmãos desenvolveram um modelo de câmera que era capaz de tirar muitas fotografias seguidas em uma mesma película de celulose sensível à luz para ser posteriormente projetada sobre uma superfície lisa. Com a invenção já em pleno funcionamento os irmãos passaram a realizar algumas tomadas de cenas do cotidiano, de situações e lugares reais, a saída de um grupo de trabalhadores de sua fábrica foi a primeira filmagem realizadas pelos irmãos e o primeiro filme da história! O filme foi projetado em Paris, no Salão Indiano do Grand Café no Boulevard des Capucines, para um público de 35 pessoas.


Em maio tivemos a tão esperada estréia de Piratas do Caribe, com a volta de Johnny Depp em seu mais brilhante papel o Capitão Jack Sparrow. Resultado de imagem para piratas do caribe.   A trama, acompanhando a sequência da franquia, veio com muita ação, belíssimos efeitos especiais e cenas incríveis. O Jack aparece muito jovem graças ao CGI, e tem cenas com tubarões fantasmas e as filmagens feitas na Austrália garantem uma fotografia espetacular: um mar clarinho e que abre ao meio, imperdível.

Embora os críticos norte-americanos tenham torcido o nariz para o Jack Sparrow (nota muito baixa no Rotten Tomatoes) o filme é divertidíssimo, repetindo o sucesso dos anteriores, muitos dos personagens estão de volta, dando destaque para o Capitão Hector Barbosa, que mostra um lado mais doce e com uma incrível história para contar.

Temos um novo vilão, um oficial espanhol que caçava piratas o caricato Salazar, que ficou maravilhoso na pele do ator espanhol Javier Bardem com um estranho cabelo esvoaçante. A a atriz anglo brasileira Kaya Scodelario na pele de Carina Smyth se destacou, além da aparição de nada mais, nada menos do que Paul McCartney.

No Brasil, para os fãs da trama, a mudança da voz de Jack com seu novo dublador[10] causou muita confusão e desgosto, há quem diga que nem mesmo o novo dublador gostou do resultado. Maldades à parte, a Disney realmente deveria ter mantido o dublador antigo na saga, pois ficou estranho ver o Jack com outra voz.

Para quem ainda não viu, vale a pena ver Piratas do Caribe e a vingança de Salazar.

Nosso Programas